Engenharia de Energia

A PROBLEMÁTICA DO RETORNO DE ÁUDIO PARA MÚSICOS EM APRESENTAÇÕES ARTÍSTICAS: UMA SOLUÇÃO

Este trabalho visa a mostrar o desenvolvimento de um sistema de retorno individual para fones de ouvido com fonte de alimentação coletiva. O objetivo é resolver a problemática da dificuldade de retorno de áudio para músicos durante suas apresentações artísticas em estruturas de pequeno, médio e grande porte. Como estratégia metodológica, realizaremos o retorno de áudio pessoal nessas estruturas, com a implementação de amplificadores para fones de ouvido conectados a uma central que funcione como distribuidora de sinal de áudio e de alimentação em um único cabo para cada usuário. O sistema apresentado, embora seja de uso individual, dispõe de uma central capaz de fornecer sinal de áudio e alimentação 9 Vdc a 10 unidades amplificadoras. Este equipamento possibilitará o recebimento e o envio do áudio gerado pela mesa de som do palco até um amplificador portátil individual fixado à cintura do músico, através do qual o próprio músico terá total controle dos níveis de volume e de tonalidade desejados. Espera-se, com isso, que ocorra independência por parte deste usuário, possibilitando um maior conforto para ele e uma maior tranquilidade ao técnico de som que originalmente é o responsável por controlar e distribuir este áudio para todos os 10 usuários envolvidos nestas apresentações. Na realização deste projeto, diversas fases serão observadas, desde o emprego de Software apropriado para o desenvolvimento do layout da placa do circuito, passando pelas simulações do circuito em osciloscópio, até o processo de finalização com a confecção do protótipo e seus respectivos resultados.

Tipo de Trabalho: 
Monografia
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000084
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2016
Nº Certificado: 
20160611.005257
Área do Conhecimento: 

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA RESIDENCIAL

Eficiência Energética Residencial

 

O mundo moderno tende a cada vez mais à orientação consumista, com explosão populacional, desenvolvimento tecnológico e, especialmente na mira deste estudo, utilização de aparelhos eletrônicos, que em razão da maciça utilização em razão de conforto e praticidade na vida diária contribuem para o consumo excedente de energia elétrica. Essa realidade pode ser mudada com tecnologia eficiente e aperfeiçoamento dos atuais modelos de consumo. O sobrecarregado e sempre demandado sistema elétrico brasileiro, de matriz predominantemente hídrica, tem sentido o problema de chuvas cada vez mais escassas com rebaixamento do nível das represas, sendo necessário lançar mão de geração alternativa, como térmica, eólica etc. Nas residências, o efeito do desperdício é sentido na fatura mensal de energia elétrica. O presente trabalho tem o objetivo de demonstrar como é possível e economicamente viável valer-se de métodos eficientes de consumo de energia nas residências sem comprometer o conforto do usuário. Para tanto, a partir da fundamentação teórica com base nas normas da ABNT, catálogos de companhias de energia e de fabricantes, dados oficiais e teóricos do assunto, realizaram-se comparativos de consumo de uma casa eficiente e uma casa não eficiente, a partir da avaliação de equipamentos eletrônicos, iluminação tradicional, fluorescente e LED, sistemas de aquecimento de água para o banho, pois sabidamente o chuveiro elétrico é o maior vilão do consumo numa residência. Elaborou-se a seguir um projeto elétrico de uma casa modelo a partir do conceito de eficiência energética, utilizando-se recursos como pré-automação, automação, sistema supervisório entre outros, chegando-se à conclusão da recomendação do projeto em função da viabilidade, economia de energia e de custos mensais.

Tipo de Trabalho: 
Monografia
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000079
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2016
Nº Certificado: 
20160127.005197
Área do Conhecimento: 

CIRCUITO MICROINVERSOR APLICADO A SISTEMAS FOTOVOLTAICOS AUTÔNOMOS

Este trabalho é uma contribuição ao estudo dos microinversores monofásicos para sistemas fotovoltaicos autônomos. O objetivo principal da pesquisa é apresentar o projeto, simulação e os resultados de um microinversor eletrônico que converte a energia proveniente de um módulo fotovoltaico para a rede elétrica isolada, além de poder armazena-la em um banco de baterias. Um exemplo de aplicação são residências que não possuem acesso à rede de distribuição de energia elétrica. Para o controle da tensão de saída, é proposta uma topologia de controle baseada no controlador do tipo PI (Proporcional-Integral).

São apresentados estudos teóricos e resultados provenientes das simulações sobre módulos fotovoltaicos, baterias, sobre o algoritmo de rastreamento do ponto de máxima potência, sobre o estágio de conversão CC-CA, filtros e distorção harmônica total (THD).

Tipo de Trabalho: 
Monografia
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000079
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2016
Nº Certificado: 
20160127.005175
Área do Conhecimento: 

BIOGÁS PRODUZIDO EM ATERRO SANITÁRIO COMO FONTE DE ENERGIA – UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

A disposição irregular dos resíduos sólidos é um dos grandes problemas enfrentados no mundo, ao qual vem sendo implantados vários sistemas para o seu controle, uma alternativa sustentável para isto são os aterros sanitários, que é uma forma eficaz e ambientalmente correta. Nesse contexto, este trabalho estudou os aspectos técnicos, econômicos e ambientais que estão associados a captação do biogás e o seu aproveitamento a partir dos resíduos sólidos urbanos em aterros sanitários. Através da apresentação de processos, são estabelecidas vantagens relacionadas a geração de energia renovável e acima de tudo limpa, que reduz os impactos provocados no processo de tratamento e principalmente pela queima dos resíduos proporcionando geração de créditos de carbono. Através de uma revisão bibliográfica este trabalho ilustrou as etapas de concepção de um aterro sanitário, bem como a captação do biogás para posteriormente ser utilizado como fonte de energia. O estudo aponta para o mecanismo de desenvolvimento limpo (MDL) ao qual permite reduções nas emissões de gases do efeito estufa (GEE), tendo como principal objetivo a recuperação e preservação ambiental, possibilitando através dos aterros sanitários uma forma simples, econômica e ambientalmente correta de geração de energia e também para a redução dos impactos ambientais gerados neste setor.

Tipo de Trabalho: 
Monografia
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000067
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2015
Subscrever Engenharia de Energia