Geografia

A CAFEICULTURA MODERNA EM PATROCÍNIO/MG: DO LOCAL AO GLOBAL

O presente texto objetiva analisar as principais relações socioeconômicas que envolve a produção de café em Patrocínio, Minas Gerais, destacando os aspectos de produção, circulação e expansão dessa atividade agrícola para o mercado nacional e global. Metodologicamente, baseia-se em pesquisas teórica e documental. A primeira analisará conceitos como modernização da agricultura, agricultura científica globalizada e logística, presentes em Frederico (2014), Pereira (2014) e Santos (1993); a segunda coletará informações e dados estatísticos da cafeicultura local junto ao IBGE e CONAB. Por fim, almeja destacar a inserção de Patrocínio no mercado global mediante a cafeicultura moderna e como esta tem transformado espacialmente essa localidade, assim como as práticas agrícolas.

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000114
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2017
Nº Certificado: 
20171018.006166
Área do Conhecimento: 

TRANSFORMAÇÕES NO CERRADO: MODERNIZAÇÃO DA AGRICULTURA E OS COMPLEXOS AGROINDUSTRIAIS

A intenção deste escrito é a de reunir as principais concepções acerca dos conceitos de modernização, agroindústria e complexos agroindustriais, e a partir destas tecer algumas considerações sobre a modernização do cerrado. Para tanto lançou-se mão do feitio de uma revisão teórica. Foram consultados os seguintes autores: Berman (1986), Castilho (2010), Davis (1957), Faoro (1992), Graziano da Silva (1991), Harvey (1993), Marafon (1998), Mazzali (2000), Müller (1989), Page (1996), Pires e Ramos (2009) e Ribeiro (2003).

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000114
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2017
Nº Certificado: 
20171018.006164
Área do Conhecimento: 

A NOVA DINÂMICA DA AGROINDÚSTRIA DO CAFÉ NO MUNÍCIPIO DE PATROCÍNIO (MG)

O presente texto abordará a evolução da cafeicultura em Patrocínio, no estado de Minas Gerais (MG). Esse município localiza-se na Região do Cerrado Mineiro (Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas) e possui uma população estimada de 89.333 mil habitantes (IBGE, 2016). Atualmente, é o maior produtor de café do país, somente, em 2014 foram colhidas 63.328 mil toneladas de sacas de café (IBGE, 2014). Em relação à estratégica metodológica, está baseia-se em pesquisa teórica e documental visando discutir e analisar conceitos relacionados a modernização da agricultura, agricultura científica globalizada, logística, entre outros. Os principais autores a serem usados são: Frederico (2014), Pereira (2014), Santos (1993), dentre outros. Atualmente, o café produzido em Patrocínio possui uma indicação geográfica, na espécie de Denominação de Origem (DO), uma das principais certificações internacionais reconhecida no mercado internacional. A área delimitada como DO em Patrocínio é reconhecida pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI). A produção atual de café é comercializada para países da Europa, Japão e Estados Unidos.

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000107
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2017
Nº Certificado: 
20170525.005928
Área do Conhecimento: 

EDUCAÇÃO DO CAMPO: ALGUMAS REFLEXÕES A PARTIR DO OLHAR GEOGRÁFICO

Partimos da concepção que a Educação do Campo precisa ser planejada em todos os níveis, desde a educação infantil até o ensino superior para sua efetivação. Com isso, é necessário que o lugar de vivência dos alunos seja valorizado como ponto de partida para a compreensão das relações socioespaciais em diferentes escalas geográficas. Neste sentido, o objetivo geral deste artigo é compreender algumas reflexões a cerca da Educação do Campo a partir do olhar geográfico. Como instrumento metodológico, utilizamos a pesquisa bibliográfica e documental, além de discussões feitas em sala de aula. Os resultados do estudo revelam que ao debater assuntos que perpassam pelo lugar de vivência dos alunos das escolas do campo, o interesse, a motivação e a participação, quando bem trabalhados pelos professores, podem despertar a elevação do senso comum ao saber cientifico. A geografia, enquanto ciência de compreensão do espaço geográfico tem grande potencial em desenvolver o senso critico no alunado. É a partir desses parâmetros que a Educação do Campo no Brasil e no Estado do Paraná precisa avançar ainda mais, mesmo diante de todas as conquistas já alcançados, sempre há melhorias a serem feitas de ordem pedagógica, estrutural, política, entre outras.

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000101
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2017
Nº Certificado: 
20170113.005669
Autor(es): 
Área do Conhecimento: 

UMA ENFOQUE TRANSDISCIPLINAR EM TORNO DO CADASTRO RURAL E DA LICENÇA AMBIENTAL ÚNICA DENTRO DA DISCIPLINA DE GEOGRAFIA E MATEMÁTICA.

Este trabalho se configura como análise com uso das ferramentas prático- pedagógicas disponibilizadas no Ensino Fundamental de maneira consorciada nas disciplinas de Geografia e Matemática com um enfoque metodológico em torno da importância do CAR e LAU. . O CAR – Cadastro Ambiental Rural foi estabelecido em Mato Grosso pela Lei Complementar nº 343, de 24 de dezembro de 2008, onde se originou Programa Mato-grossense de Regularização Ambiental – MT-LEGAL. Conforme deliberado pelo MT Legal (Lei complementar 343/08) a regularização ambiental das propriedades rurais incide em dois passos: o Cadastro Ambiental Rural – CAR e a Licença Ambiental Única – LAU. O CAR é o passo inicial para a regularização ambiental de uma propriedade rural. Esse cadastro é retirado junto à Sema (Secretaria Estadual do Meio Ambiente) em via eletrônica, para terminações de controle e monitoramento. Busca-se assim uma consciência ecológica na sala de aula que vem sendo uma tendência mundial e vem influenciando a sociedade e consequentemente a escola por meio de uma reeducação com princípios ao progresso econômico, equilíbrio e proteção ambiental. A disciplina de Geografia pode ser um dispositivo em torno da sustentabilidade, onde intermedie a ação do aluno na sociedade com métodos de racionalização dos recursos desencadeando um processo construtivo com perspectivas a preservação e ao uso consciente do uso dos recursos naturais. 

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000072
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2015
Nº Certificado: 
20150921.004962
Área do Conhecimento: 
Subscrever Geografia