Medicina Veterinária

INSPEÇÃO DA QUALIDADE DE PESCADOS COMERCIALIZADOS NO MUNICÍPIO DE UBERLÂNDIA - MG

INSPEÇÃO DA QUALIDADE DE PESCADOS COMERCIALIZADOS NO MUNICÍPIO DE UBERLÂNDIA - MG

[1] Adriano Ferreira de Figueiredo

[2]Paulo Roberto Ribeiro

[3] Edson José Fragiorge

[4] Pedro Henrique Ferreira Tomé

RESUMO

No Brasil, vários motivos comprometem o consumo de pescado, sendo entre os principais, destacam-se o manuseio na estocagem e o armazenamento. O presente trabalho teve como objetivo inspecionar e avaliar a qualidade do pescado no município de Uberlândia-MG, por meio de análises sensoriais, bem como também avaliar a temperatura do pescado no gelo na área de comercialização e condições de estocagem. A pesquisa foi realizada em 2 hipermercados, 6 peixarias e 2 feiras livres, procurando abranger a maior área possível. Realizou-se a análise sensorial (visual), conforme Decreto-lei nº 30.691 de 29 de março 1952, em cada um destes estabelecimentos. Foram observadas as conformidade (C) e não conformidades (CN) referentes às características do pescado: condições de armazenagem no gelo, condições de higiene (em geral), o brilho dos olhos e a saliência, aderência de escamas à pele, intensidade da cor vermelho vivo nas guelras, firmeza e elasticidade da carne e presença de odor semelhante ao de plantas marinhas. Foram usados os parâmetros da portaria do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento que define padrões técnicos de identidade e qualidade de peixe fresco, para avaliar as condições de armazenagem no gelo. Verificou-se a temperatura do pescado conforme Resolução - RDC nº 216, de 15 de setembro de 2004 para alimentos preparados e refrigerados (4 a -18ºC). No município de Uberlândia MG, 51,0 % dos atributos avaliados para pescados estão em não conformidade, e, apenas 10,0% dos estabelecimentos estão de acordo com o preconizado pela legislação brasileira vigente para padrões de comercialização desses produtos.

 

Palavras Chaves: Conservação, Sensorial, Piscicultura;

[1] Discente - Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Triangulo Mineiro – Campus Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil. drifigui@yahoo.com.br

[2] Médico Veterinário - Docente, FATEC - Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Triangulo Mineiro – Campus Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil. proberto@iftm.edu.br

[3] Biólogo - Docente, FATEC - Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Triangulo Mineiro – Campus Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil. edsonjose@iftm.edu.br

[4] Engenheiro Agrícola - Docente, FATEC - Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Triangulo Mineiro – Campus Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil. pedrotome@iftm.edu.br

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000082
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2016
Nº Certificado: 
20160412.005316
Área do Conhecimento: 
Subscrever Medicina Veterinária