Odontologia

ENXERTO AUTÓGENO PARTICULADO BILATERAL DE MANDÍBULA PELA TÉCNICA DA TUNELIZAÇÃO SUBPERIÓSTEA

Rebordos alveolares reabsorvidos em mandíbulas edêntulas tem sido um problema na reabilitação protética do paciente. Os enxertos estão cada vez mais sendo utilizados na implantodontia para reconstrução destes rebordos, com a finalidade de ganho em largura óssea e instalação de implantes osseointegráveis. No presente estudo é relatado o caso clínico de enxerto ósseo autógeno em raspas, utilizando a técnica de enxerto ósseo particulado por tunelização subperióstea. Foi realizada incisão vertical vestibular nas áreas bilaterais edêntulas da mandíbula (região de pré-molares), e delicado descolamento do periósteo para formação de um “túnel”, no qual foi inserida as raspas ósseas removidas do ramo da mandíbula com um raspador ósseo. Foi feito a sutura com fechamento de toda a incisão e o enxerto foi mantido em posição pela pressão do periósteo e tecido mucogengival. Após 5 meses, foi realizada tomografia e observado o aumento ósseo médio de 2mm. Clinicamente foi observada neoformação óssea aumentando a largura do rebordo atrófico, e instalados os implantes osseointegráveis. O resultado deste caso nos leva a concluir que a técnica de tunelização subperióstea com raspas ósseas autógenas em mandíbula promoveu reparação e aumento ósseo favorável, viabilizando a instalação de implantes odontológicos.

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000109
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2017
Nº Certificado: 
20170719.006017

AS DIFERENTES CARACTERÍSTICAS DE SISTEMAS E MODELOS DE IMPLANTES DENTÁRIOS: UMA REVISÃO DE LITERATURA.

Os implantes dentários são atualmente muito utilizados em clínicas odontológicas a fim de substituir um dente, ou até mesmo vários dentes numa arcada dentária. O implante substituirá uma raiz dentária e servirá de apoio para a instalação de uma coroa, que em seguida é posta em função mastigatória. A introdução e a popularização dos sistemas de implantes no mercado odontológico estimularam o aparecimento de vários sistemas alternativos. No Brasil, para que sejam realizadas as reabilitações orais, trabalha-se com sistemas diferentes de implantes nos vários estados e regiões do país. No presente trabalho, foi realizada uma revisão bibliográfica, demonstrando os tipos de plataformas de implantes existentes e alguns dos sistemas utilizados no Brasil. Conclui-se, que há a necessidade de um estudo aprofundado dos estudantes e profissionais da área de Implantodontia, para escolher melhor como atender as necessidades de cada paciente e de regiões específicas do país.

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000108
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2017
Nº Certificado: 
20170703.005988
Área do Conhecimento: 

UMA PROPOSTA DE REUTILIZAÇÃO DO RESÍDUO DE GESSO UTILIZADO EM LABORATÓRIOS DE PRÓTESES ODONTOLÓGICAS

Este estudo tem o objetivo de propor alternativas para o reaproveitamento do gesso em um processo de trabalho conhecido como articulação de modelos de estudo em um laboratório odontológico. A metodologia utilizada foi a experimentação através do acondicionamento do material, secagem e posterior utilização em conjunto com gesso novo na proporção de 1 para 1. Constatou-se que a mistura obtida manteve características semelhantes ao uso de um material novo, além de responder mais rapidamente ao tempo de tomada de presa em comparação com o primeiro. Provou-se sua viabilidade de uso. Em contrapartida, a viabilidade econômica para a aquisição de uma máquina de moagem que é necessária para o processo de reciclagem em larga escala mostrou-se inviável para a maioria dos laboratórios. Apesar disso, propôs-se a adoção da separação dos resíduos em laboratório para posterior envio para centros de reciclagem o que diminuiria o impacto ambiental causado por esses resíduos quando dispostos de forma irregular.

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000078
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2015
Nº Certificado: 
20151223.005007

ENVELHECIMENTO: INFLUÊNCIAS NO ATENDIMENTO ODONTOLÓGICO

O presente estudo tem por objetivo atualizar e aprofundar os conhecimentos a cerca da relação entre a prática odontológica e o processo de envelhecimento do paciente. Atualmente, a odontologia vem se preparando para uma nova forma de atuação, que priorize as práticas preventivas sobre os procedimentos curativos e reabilitadores, e a inclusão dos pacientes da terceira idade nesta concepção de prevenção e promoção da saúde torna-se um desafio. Para a execução deste trabalho foi realizado um levantamento bibliográfico, que trataram do tema na última década, selecionando-se aquelas mais diretamente voltadas para o eventual atendimento odontológico do paciente idoso. Como resultado, observou-se que o paciente geriátrico deve ser compreendido na sua totalidade, analisando-se suas condições clínicas, seus aspectos psicológicos, sua integração social e cultural e a presença da família. Tais fatores devem sempre estar relacionados a um atendimento integral do paciente, levando-o a uma adequada saúde bucal e a uma melhor qualidade de vida. Foi possível concluir que um paciente integrado a práticas preventivas tem mais condições de perceber o seu envelhecimento com a manutenção da saúde bucal, sem a perda dos dentes.

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000022
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2012
Nº Certificado: 
20170703.005981
Área do Conhecimento: 

ODONTOLOGIA DO TRABALHO: UMA NOVA PERSPECTIVA DE ATUAÇÃO

Este trabalho tem como objetivo conscientizar e despertar nos cirurgiões-dentistas e alunos da graduação em Odontologia o interesse pela nova especialidade “Odontologia do Trabalho”, tendo em vista a necessidade de se conhecer as patologias estomatológicas relacionadas aos variados ambientes de trabalho insalubres que podem gerar doenças ocupacionais. Além disso, visa conscientizar os trabalhadores e empresários sobre a importância da saúde bucal. Foi feita uma pesquisa bibliográfica de obras estrangeiras e brasileiras, selecionando as que enfatizam a importância da Odontologia do Trabalho frente às doenças bucais em âmbito laboral. Verificou-se a necessidade de se formar profissionais qualificados com uma visão holística e crítica sobre patologias bucais, e que estes tenham a capacidade de fazer uma abordagem integral de saúde bucal, não a dissociando do resto do organismo. Considerando-se, também, que quadros de patologias bucais podem ser indicativos de doenças sistêmicas, estes podem contribuir para a melhora da qualidade de vida dos trabalhadores, diminuindo o absenteísmo, os gastos das empresas em relação à saúde e melhorando os aspectos psico-sociais do trabalhador. Os especialistas em Odontologia do Trabalho têm como desafio desenvolver atividades preventivas, minimizando riscos de acidentes em ambientes insalubres e cuidando da saúde estomatológica dos trabalhadores.

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000022
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2012
Nº Certificado: 
20170629.005982
Área do Conhecimento: 
Subscrever Odontologia