Saúde Coletiva

A ATUAÇÃO DO FISIOTERAPEUTA NA EQUIPE DO NÚCLEO DE APOIO A SAÚDE DA FAMÍLIA (NASF)

 

Título: A ATUAÇÃO DO FISIOTERAPEUTA NA EQUIPE DO NÚCLEO DE APOIO A SAÚDE DA FAMÍLIA (NASF)

Introdução: A Atenção Básica em Saúde (ABS) é um conjunto de ações de saúde que envolve diagnósticos, tratamentos, promoção, prevenção, e reabilitação nos âmbitos individuais ou coletivos. O processo de trabalho nos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) pressupõe a integração de seus profissionais com a equipe de saúde da família. Com a criação do NASF e a alta inserção de fisioterapeutas neste serviço, faz-se necessário conhecer melhor o trabalho da categoria neste cenário visando a melhoria da qualidade, eficácia e eficiência da ABS. Objetivos: Verificar a importância da atuação do fisioterapeuta dentro da equipe do NASF. Metodologia: Foi realizada uma revisão de literatura nas seguintes bases de dados eletrônicas: Lilacs, Medline e Scielo. Foram utilizadas as palavras-chave: NASF e Fisioterapia ligadas pelo operador booleano AND. Foi feito levantamento bibliográfico dos últimos 4 anos (2013 - 2017) nos idiomas português e espanhol. Foram excluídos artigos incompletos e que não tinham relação direta com a área da fisioterapia dentro da equipe NASF. Após avaliação dos artigos restaram três artigos para análise. Resultados: O fisioterapeuta, quando inserido no Núcleo NASF tem uma demanda muito grande nas áreas de Neurologia, Ortopedia e Geriatria. Porém, este profissional tem que enfrentar os problemas que são comuns dentro da ABS como: a falta de infra-estrutura, escassez de recursos ou tecnologias, levando em consideração a sua autonomia profissional. Resta ao fisioterapeuta desenvolver de maneira criativa, distintas formas de intervenções na comunidade, visando a demanda do usuário. Conclusão: Diante disso é possível concluir que o fisioterapeuta quando inserido na equipe NASF, atua não só cumprindo a sua função na atenção primária através de palestras investindo na promoção e prevenção de doenças, mas também atua na busca de melhorias da qualidade do atendimento ao usuário do SUS.

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000117
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2017
Nº Certificado: 
20171207.006281
Área do Conhecimento: 

PREVALÊNCIA DA SÍNDROME DE BURNOUT EM AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE E ESTRATÉGIAS DE ENFRENTAMENTO EM UNIDADE DE SAÚDE DA FAMÍLIA DO RECIFE/PE.

O objetivo deste estudo é investigar a existência de predisposição à Síndrome de Burnout  entre  os profissionais de saúde das Unidades de Saúde da Família e quais são suas principais formas de enfrentamento diante de estressores. Foi realizado um estudo transversal descritivo, desenvolvido com 13 agentes de saúde da USF Vila Boa Vista em Recife/PE. Os instrumentos de avaliação utilizados foram o Questionário Jbeili, elaborado por Chafic Jbeili, inspirado no Maslach Burnout Inventory – MBI. E a Escala Modos de Enfrentamento de Problemas (EMEP), com o objetivo de mensurar estratégias de enfrentamento em relação a estressores específicos.  A análise dos questionários mostrou um quadro preocupante entre os agentes comunitários de saúde. Todos os profissionais que participaram do questionário apresentaram uma pontuação relevante. O grupo estudado apresentou bons valores de enfrentamento alicerçados em estratégias focalizadas no problema, no Pensamento Fantasioso e na Busca de Suporte Social. E levemente reduzida nas estratégias de enfrentamento focalizadas na emoção. Em suma, é importante que politicas de atenção à saúde aos profissionais sejam formalizadas. É necessário, portanto, que essas iniciativas sejam tomadas e permaneçam em acompanhamento constante, e não em forma de iniciativas isoladas. O processo do adoecimento profissional é crônico, dessa forma, o cuidado deve ser permanente. 

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000116
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2017
Nº Certificado: 
20171124.006191

A IMPORTÂNCIA DO USO DAS PLANTAS MEDICINAIS E ESCALDA PÉS PARA A PREVENÇÃO E A CURA NATURAL

O presente artigo tem por objetivo discutir a importância do uso das plantas medicinais e escalda pés para a prevenção e a cura natural, demonstrando que a ideia do cultivo e o uso de plantas medicinais teve o seu início no ano de 2005 na Penitenciária Regional “Dom Abel Alonso Núñez” de Bom Jesus, Estado do Piauí tendo os detentos daquela unidade prisional iniciado o plantio das ervas medicinais para o uso preventivo e cura de doenças que acometiam aquela população prisional. 

 

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000113
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2017
Nº Certificado: 
20171010.006149

AÇÕES DE VIGILÂNCIA DE AMBIENTES E PROCESSO DE TRABALHO EM POSTOS DE REVENDA DE COMBUSTÍVEL

Este artigo tem como objetivo analisar os riscos a que os trabalhadores dos postos de revenda de combustíveis estão expostos, além de verificar quais as medidas adotadas para proteger esses trabalhadores dos riscos encontrados, disponibilizando para os profissionais do CEREST/SUS, orientações técnicas para o desenvolvimento de ações de vigilância de ambientes e processos de trabalho em Postos de Revenda de Combustíveis, como parte das ações de vigilância da saúde dos trabalhadores, com o intuito de melhorar as condições de saúde e segurança dos trabalhadores desses estabelecimentos, bem como reduzir a exposição a hidrocarbonetos das populações localizadas no seu entorno. Na elaboração deste artigo levou-se em consideração a pesquisa bibliográfica realizada pela equipe do CEREST Regional de Bom Jesus, que compõem a Rede Estadual de Atenção Integral á Saúde do Trabalhador (RENAST-PI).

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000111
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2017
Nº Certificado: 
20170828.006062

LITÍASE RENAL

O cálculo renal, é uma doença muito comum, conhecido popularmente como pedra nos rins, é um quadro agudo que se instala mais nos homens do que nas mulheres e provoca dor inesquecível. Os livros antigos de medicina diziam que é a dor mais próxima da do parto que os homens podiam sentir. Grande evolução tem sido observada nos conhecimentos sobre sua epidemiologia, fisiopatologia, diagnóstico, tratamento e profilaxia são de extrema importância, não só para propiciar um bem-estar ao paciente litiásico, mas também, alertar acerca de mudanças básicas habituais que podem reduzir drasticamente a incidência e reincidência da litíase.

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000110
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2017
Nº Certificado: 
20170814.006048

OBESIDADE: O NOVO DESAFIO À POLÍTICA DE SAÚDE DO SUS

Este artigo tem por escopo a análise da obesidade como desafio à atual política de saúde brasileira, no que concerne primeiramente à estrutura básica de saúde, à multidisciplinariedade, e até mesmo como denomina Scherer (2014), à intersetorialidade, bem como a relevância de debates os quais promovam o respeito e a inclusão das pessoas obesas antes mesmo do procedimento da cirurgia bariátrica. Um olhar para a história revela diversas tentativas de criar uma política de saúde e as lutas sociais pelo constante melhoramento delas, como foi o caso da Reforma Sanitária, referida como determinante para o atual SUS (BRAVO, 2008). Dessa forma, este trabalho utiliza-se de pesquisa bibliográfica, de dados do governo, de leis e da Constituição Federal, para fazer uma abordagem essencialmente qualitativa, apesar dos números subsidiarem a análise. Por fim, muito mais que reflexões, este artigo almeja contribuir na discussão a respeito da atual estrutura do Sistema Único de Saúde (SUS) para promoção efetiva do direito à saúde dos obesos, e, portanto, promoção efetiva da política pública de saúde.

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000109
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2017
Nº Certificado: 
20170717.006015

DENGUE NO MUNICÍPIO DE FRANCA, SP: UMA QUESTÃO DE SAÚDE COLETIVA

Arbovírus (Arthropod-borne vírus) são assim designados pelo fato de parte de seu ciclo de replicação ocorrer nos insetos, podendo ser transmitidos aos seres humanos e outros animais pela picada de artrópodes hematófagos. Pela potencial ameaça que significam à saúde humana no Brasil, os arbovírus mencionados neste trabalho merecem especial atenção no que refere ao estabelecimento/consolidação de programas compulsórios de controle e combate eficazes das doenças em humanos e animais domésticos. Objetivando o conhecimento, o presente trabalho tem como finalidade apresentar um panorama da situação epidemiológica e ações tomadas para combate da dengue, arboviroses mais recorrente no município de Franca, estado de São Paulo. Para realização deste, foi pesquisado em bancos de dados e em sites oficiais da Prefeitura Municipal de Franca e da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo. O desconhecimento ou desvalor clínico dado às formas mais frequentes de dengue como doença febril leve, não diferenciada e inespecífica, sobretudo nas crianças e durante os períodos de escassa atividade ou de transmissão esporádica; e ressalta a importância da vigilância do aumento de casos febris de causa indeterminada e síndromes víricas fatais. A gestão em saúde do município de Franca preconiza o atual programa de controle das doenças, no caso específico a dengue, envolvendo principalmente, o controle do vetor. Essa gestão coloca que todas as ações e serviços funcionem de uma maneira integrada e em conjunto, valorizando a integralidade dos serviços e o uso da informação epidemiológica como fonte relevante para o planejamento das ações sanitárias em todas as esferas do Sistema Único de Saúde (SUS), assim como preconiza o Ministério da Saúde. 

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000107
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2017
Nº Certificado: 
20170418.005857

ACOLHIMENTO COMO DISPOSITIVO NA ATENÇÃO BÁSICA EM SAÚDE BUCAL

O presente estudo analisa dispositivos de acolhimento da atenção básica em saúde bucal, considerando a necessidade de refletir a cerca da dimensão ética no processo de acolher os usuários nos serviços de saúde, e oferecer uma assistência integral de qualidade por meio desses dispositivos, tais como, demanda programada e não programada, desenvolvimento de atividades de acolhimento nas comunidades por meio de rodas de conversa, terapia comunitária, grupos de convivência, entre outras atividades.

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000106
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2017
Nº Certificado: 
20170418.005834
Área do Conhecimento: 

FATORES GERADORES DE DESMOTIVAÇÃO NO TRABALHO EM PROFISSIONAIS QUE ATUAM NA ATENÇÃO BÁSICA

O presente trabalho tem como objetivo principal analisar a desmotivação dos profissionais na atenção básica. Os objetivos específicos são estudar o papel da motivação, compreender o impacto da desmotivação e do desgaste no trabalho e avaliar as peculiaridades do trabalho na atenção básica. A metodologia utilizada é a revisão de literatura, através da pesquisa bibliográfica. Conclui-se que, a motivação no trabalho é uma iniciativa que pode trazer vários benefícios para o indivíduo, tornando-se um importante instrumento na redução do desgaste, do estresse e da promoção da qualidade de vida. 

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000098
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2016
Nº Certificado: 
20161230.005552

DOCENTES E A SÍNDROME DE BURNOUT

Os professores têm sido apontados nos últimos anos como uma das categorias profissionais mais propensas ao estresse. O excesso e a sobre carga de trabalho,salário baixo, violência dentro das escolas, pressão por parte da direção e principalmente a falta de reconhecimento da profissão são algumas das causas de stress. Realizado por meio de revisão de literatura ,o objetivo da pesquisa foi verificar as relações entre o trabalho docente e as condições sob as quais ele se desenvolve ,culminando em possível adoecimento físico e mental dos professores e avaliar a prevalência do uso de medicamentos antidepressivos por esta classe de trabalhadores na Síndrome de Burnout

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000085
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2016
Nº Certificado: 
20160627.005326

Páginas

Subscrever Saúde Coletiva