criança

TEXTOS ESPONTÂNEOS COMO INSTRUMENTO DE MEDIAÇÃO NO PROCESSO DE PRODUÇÃO TEXTUAL NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

RESUMO: O presente traz como tema Textos Espontâneos como Instrumento de Mediação no Processo de Produção Textual nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, desenvolvido no Município de Juara e tem como objetivo analisar e descrever a concepção dos professores sobre a produção escrita no processo de construção do conhecimento. Foi desenvolvido de forma empírica por meio de questionário. Foram entrevistados seis professores que trabalham com alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Após a análise dos questionários, o resultado foi relacionado com a fundamentação teórico/prática e apresentado por meio de tabelas. O trabalho aborda a importância da produção de textos espontâneos de forma oral e escrita, ressaltando que essa atividade contribuiu para o desenvolvimento do raciocínio e da criatividade por meio da expressão livre. Através da produção textual o educando inventa várias possibilidades de linguagem e fica tão envolvido com esse processo que coloca na ação seus sentimentos, fantasias e emoções. A criança, na produção de texto, constrói reconstrói gradativamente seu aprendizado, assimila experiências e informações, e sobretudo, incorpora atividades e valores. Observou-se que os educadores entrevistados compreendem a importância da produção de textos na vida escolar do educando e para o seu desenvolvimento pessoal, mas não dão muitas oportunidades para os alunos conhecerem a variedade de textos que existe. Para fundamentação desse trabalho foram utilizados como teóricos: Luis Carlos Cagliari, Emília Ferreiro, João Wanderley Giraldi, Josette Jolibert, Maria Lucia de Mesquita Preste, Maria Lucia dos Santos e Ana Teberosky.

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000101
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2017
Nº Certificado: 
20170113.005660
Área do Conhecimento: 

LÚDICO: UM ESTUDO SOBRE AS VIVÊNCIAS NO ESTÁGIO DA EDUCAÇÃO INFANTIL

O presente texto aborda o lúdico no processo de aprendizagem das crianças da faixa etária educação infantil de escolas da rede pública. Assim, a centralidade da discussão será o lúdico no processo de aprendizagem dos educandos inseridos nesse contexto educativo. Discutimos o lúdico na perspectiva dos autores: Almeida (1995), Ariès(1978), Dallabon(2015),Oliveira(1985), Pimenta(2004), Smole(2007), kishimoto(1999). Para compreendermos como o lúdico é promovido e suas contribuições no processo de aprendizagem dos educandos. Os Jogos, brinquedos e brincadeiras fazem parte do mundo da criança, desde muito cedo, estão presente na vida da criança desde a mais tenra idade.   O desenvolvimento do aspecto lúdico facilita a aprendizagem, o desenvolvimento pessoal, social e cultural, colabora para uma boa saúde mental, prepara para um estado interior fértil, facilita os processos de socialização, comunicação e construção do conhecimento. 

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000090
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2016
Nº Certificado: 
20161021.005568
Área do Conhecimento: 

A PRODUÇÃO DE TEXTOS ESPONTÂNEOS NO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO DA CRIANÇA DA ESCOLA MUNICIPAL JARDIM CALIFORNIA

O presente traz como tema Textos Espontâneos como Instrumento de Mediação no Processo de Produção Textual nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, desenvolvido no Município de Juara e tem como objetivo analisar e descrever a concepção dos professores sobre a produção escrita no processo de construção do conhecimento. Foi desenvolvido de forma empírica por meio de questionário. Foram entrevistados seis professores que trabalham com alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Após a análise dos questionários, o resultado foi relacionado com a fundamentação teórico/prática e apresentado por meio de tabelas. O trabalho aborda a importância da produção de textos espontâneos de forma oral e escrita, ressaltando que essa atividade contribuiu para o desenvolvimento do raciocínio e da criatividade por meio da expressão livre. Através da produção textual o educando inventa várias possibilidades de linguagem e fica tão envolvido com esse processo que coloca na ação seus sentimentos, fantasias e emoções. A criança, na produção de texto, constrói reconstrói gradativamente seu aprendizado, assimila experiências e informações, e sobretudo, incorpora atividades e valores. Observou-se que os educadores entrevistados compreendem a importância da produção de textos na vida escolar do educando e para o seu desenvolvimento pessoal, mas não dão muitas oportunidades para os alunos conhecerem a variedade de textos que existe. Para fundamentação desse trabalho foram utilizados como teóricos: Luis Carlos Cagliari, Emília Ferreiro, João Wanderley Giraldi, Josette Jolibert, Maria Lucia de Mesquita Preste, Maria Lucia dos Santos e Ana Teberosky.O presente traz como tema Textos Espontâneos como Instrumento de Mediação no Processo de Produção Textual nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, desenvolvido no Município de Juara e tem como objetivo analisar e descrever a concepção dos professores sobre a produção escrita no processo de construção do conhecimento. Foi desenvolvido de forma empírica por meio de questionário. Foram entrevistados seis professores que trabalham com alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Após a análise dos questionários, o resultado foi relacionado com a fundamentação teórico/prática e apresentado por meio de tabelas. O trabalho aborda a importância da produção de textos espontâneos de forma oral e escrita, ressaltando que essa atividade contribuiu para o desenvolvimento do raciocínio e da criatividade por meio da expressão livre. Através da produção textual o educando inventa várias possibilidades de linguagem e fica tão envolvido com esse processo que coloca na ação seus sentimentos, fantasias e emoções. A criança, na produção de texto, constrói reconstrói gradativamente seu aprendizado, assimila experiências e informações, e sobretudo, incorpora atividades e valores. Observou-se que os educadores entrevistados compreendem a importância da produção de textos na vida escolar do educando e para o seu desenvolvimento pessoal, mas não dão muitas oportunidades para os alunos conhecerem a variedade de textos que existe. Para fundamentação desse trabalho foram utilizados como teóricos: Luis Carlos Cagliari, Emília Ferreiro, João Wanderley Giraldi, Josette Jolibert, Maria Lucia de Mesquita Preste, Maria Lucia dos Santos e Ana Teberosky.

Tipo de Trabalho: 
Monografia
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000094
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2016
Nº Certificado: 
20161226.005261
Área do Conhecimento: 

A IMPORTÂNCIA DE SE TRABALHAR COM A LUDICIDADE EM EDUCAÇÃO INFANTIL

RESUMO

As crianças exploram o imaginário como um elemento intrínseco a sua vida, as brincadeiras, os jogos povoam este espaço enriquecendo suas vivências com os outros e o mundo que as circunda. As brincadeiras e jogos infantis têm as suas características e evolução, vão desenvolvendo-se de acordo com a fase do da criança e as suas vivências com o meio. Este trabalho tem o objetivo construir um estudo bibliográfico sobre a temática buscando suporte teórico metodológico para proporcionar aos educadores de Educação Infantil uma proposta de ação pautada nos valores éticos, morais afetivos através das brincadeiras e jogos infantis. Os resultados concretizam-se a partir da construção de uma proposta holística do brincar, fundamentando este momento como meio de expressão e associação com o mundo no qual nos inserimos. Saber os níveis de desenvolvimento das crianças bem como, os tipos de brincadeiras e jogos torna o trabalho pedagógico valioso a professores e alunos, tendo a visão do todo como primordial. 

 

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000059
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2014
Nº Certificado: 
20140901.004298
Subscrever criança