Back to top

APLICAÇÕES CLÍNICAS DA VITAMINA C: UMA BREVE REVISÃO

Tipo de Trabalho 

Artigo

A vitamina C ou ácido ascórbico (AA) é de extrema importância para o ser humano, por não ser metabolizado pelo corpo humano, é preciso ingeri-lo por meio de dieta e/ou suplementação. O AA tem várias funções no corpo, como cofatores enzimáticos, biossíntese de hormônios e efeito antioxidante. No entanto, relatórios de pesquisas indicam que a ingestão de altas doses de AA pode representar riscos à saúde. Portanto, foi analisado o efeito descritivo da aplicação clínica de AA. Uma revisão bibliográfica foi realizada e dividida em duas vertentes: a visão histórica, que foi publicada entre 1753 e 2012, e outro estudo contemporâneo foi realizado entre 1990 e 2017. A pesquisa foi realizada no Google acadêmico, PubMed, Scielo, Portal de Periódicos da Capes e livros, utilizando as palavras-chave: vitamina C, ácido ascórbico, antioxidantes e pró-oxidantes. Os suplementos de AA são controversos e seus efeitos antioxidantes e pró-oxidantes foram descritos. Sua eficácia na prevenção e tratamento de diabetes e câncer é questionável. Portanto, a suplementação excessiva de AA pode causar uma transição de um estado saudável para um estado patológico, desencadeando a atividade pró-oxidante. Além disso, a dose de ingestão ideal e o limite entre as doses benéficas e prejudiciais ainda são controversos. Portanto, a vitamina C deve ser suplementada com cautela e prescrita e supervisionada pela equipe médica.