Back to top

A ARITMÉTICA DA EMÍLIA: ANÁLISE DA OBRA E DO LIVRO PARADIDÁTICO NO BRASIL

Tipo de Trabalho 

Artigo

O livro paradidático no Brasil desde sua origem tem seu uso associado ao auxílio na educação de crianças, de forma lúdica e de certa forma divertida. Desde os primórdios do tempo as crianças eram vistas como mini adultos e não recebiam uma educação voltada para seu nível intelectual, e eram educadas como adultos, uma educação rígida e que não buscava o crescimento intelectual dessas crianças.

O que mudou essa realidade foi à inserção de livros infantis, que fez com que o contexto social das crianças mudasse para melhor em base na sua educação. Os PCN – Parâmetros Curriculares Nacionais, os livros paradidáticos têm a função de proporcionar aos professores o desenvolvimento de trabalhos voltados para valores como: bondade, amizade, respeito, honestidade, ecologia, meio ambiente, poluição, dentre outros. A intenção de tal livro deve ser sempre trabalhar o lúdico, sem deixar que as crianças percebam outro sentido nos mesmos. O professor deve saber trabalhar tal conteúdo, sem focar excessivamente no paradidatismo, ou isso fará com que as crianças percam o interesse em tais.

Este presente trabalho tem como analisar a obra A Aritmética da Emília, de Monteiro Lobato e seu uso como auxílio didático nas aulas de matemáticas dos anos iniciais do ensino fundamental I.