Back to top

ATUAÇÃO DO CIRURGIÃO DENTISTA NA IDENTIFICAÇÃO HUMANA POST-MORTEM: REVISÃO DE LITERATURA

Tipo de Trabalho 

Artigo

A identificação humana é o meio pelo qual se dispõe da identidade de um indivíduo. O odontolegista atua principalmente em casos em que o cadáver se encontra em grave estado de putrefação, carbonizado ou em acidentes com grande número de vítimas. Os dentes são estruturas do corpo que aguentam situações extremas, como elevadas temperaturas, sem que sofram deterioração acentuada. O trabalho teve como objetivo descrever através de uma revisão de literatura a eficácia a importância e a contribuição do trabalho do odontolegista na Identificação humana Post-Mortem. Foi realizado uma busca de artigos publicados no período de 2008 a 2017. Exames como queiloscopia, registro de mordida, radiográficos e do DNA contido nos dentes são normalmente utilizados por todo o mundo como técnicas forenses. O arco dental também é uma estrutura de grande importância para o odontolegista, pois cada indivíduo possui sua característica única de conformação dos dentes na arcada. Através de seu estudo, é possível definir a espécie, grupo racial, gênero, idade e altura do indivíduo a ser identificado. Com o avanço tecnológico, já é possível utilizar softwares que reconstroem em 3D os tecidos moles da face, através da sobreposição de camadas em crânio previamente analisado com scanner. O estudo identificou que a Odontologia Legal atua direta e indiretamente na solução de casos judiciais, em que se investiga a identidade de um corpo encontrado. A integração do Odontolegista à equipe de Medicina Forense é imprescindível para agilizar o processo de identificação.