Back to top

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL DA DIETA FORNECIDA A MACACOS-PREGO SAPAJUS SP. MANTIDOS EM CATIVEIRO

Tipo de Trabalho 

Artigo

A nutrição comporta os processos pelos quais o organismo recebe, utiliza e elimina os nutrientes que são componentes determinantes à sobrevivência e aos ciclos da vida, especialmente, nos animais silvestres que apresentam distinções anatômicas que influenciam as preferências alimentares e os processos fisiológicos. Objetivou-se em analisar a composição nutricional das dietas diárias oferecidas a Macacos-prego, Sapajus sp., mantidos em cativeiro no Centro de Triagem de Animais Silvestres do Amazonas (CETAS/AM), a fim de entender se as composições propostas atendem às necessidades nutricionais dessa espécie. Os alimentos que compuseram as dietas caseiras foram pesados individualmente e tipificados segundo a tabela TACO, sendo, então, calculada uma média nutricional do período de 15 dias que se comparou às exigências descritas em literatura e aos valores sugeridos em rações comerciais. Com base nos resultados, observou-se que a maioria dos alimentos apresentava alto ter de umidade que é importante para evitar a desidratação, enquanto o valor de energia bruta gerada se estabeleceu abaixo do prescrito pelas rações comerciais e não pode ser comparada a literatura devido a não existência de parâmetros específicos para a espécie. Entre os macronutrientes, somente o carboidrato divergiu das recomendações, enquanto os lipídeos e a proteína se aproximaram das necessidades previstas tanto em literatura como nas rações comerciais, todavia, os micronutrientes minerais e vitaminas necessitam ser mais estruturados nas dietas, principalmente, os minerais que apresentaram valor abaixo das demandas e, as vitaminas que deveriam ser melhor distribuídas. Diante dos registros, conclui-se que a pesquisa serviu em parte ao seu propósito, comprovando que o manejo alimentar não atende às demandas desses primatas, por conta da inexistência de um protocolo estruturado que possibilite a avaliação do fornecimento de energia e do seu gasto, além do desperdício de nutrientes e ausência de outras substâncias essenciais devido ao oferecimento de alimentos com base nutricional semelhante.