Back to top

DIÁLOGO DE SABERES NA RELAÇÃO JUVENTUDE-ESCOLA-COMUNIDADE: UM ENCONTRO DE GERAÇÕES COM A POÉTICA NARRATIVA DA MEMÓRIA

Tipo de Trabalho 

Artigo

Este estudo objetivou compreender e evidenciar as potencialidades educacionais, relativas ao diálogo entre os saberes científicos e não-científicos, de um projeto de extensão que promove ações artístico-pedagógicas por meio do diálogo entre gerações, tendo a arte visual, a memória coletiva e a perspectiva da ecologia de saberes como mediadoras. Esse trabalho baseia-se nas fundamentações de Boaventura Santos (2007, 2010), em relação à sua perspectiva da "Ecologia dos Saberes", e na perspectiva dialógica da educação de Paulo Freire (1996, 2011a, 2011b). A relação entre narrativas poéticas e memória coletiva embasou-se nos estudos de Halbwachs (2004) e Walter Benjamin (1984, 1994, 1995).  Esta pesquisa organizou-se a partir de um estudo exploratório de natureza qualitativa, adotando o estudo de caso como técnica de pesquisa. Definiu-se como lócus da pesquisa o espaço rural e como sujeitos investigados jovens estudantes que frequentam o ensino médio e uma família de agricultores familiares. Os resultados dessa pesquisa apontam que os estudantes participantes, quando foram envolvidos em diálogos com os sujeitos camponeses, mobilizaram diferentes saberes ligados a construção de processos coletivos e dialógicos que permitem relacionar diferentes formas de conhecimento escolares ou não-escolares. Constatou-se também que os discursos e as práticas dos estudantes manifestaram reflexões sobre a perspectiva da ecologia de saberes na intenção de aplicá-la em ações artístico-pedagógicas ocorridas ao longo da execução do projeto de extensão investigado.