Back to top

DOENÇA HEPÁTICA GORDUROSA NÃO ALCÓOLICA: PRÉ E PÓS-CIRURGIA BARIÁTRICA

Tipo de Trabalho 

Artigo

Introdução: Estudos recentes mostram que a prevalência da doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA) caracterizada pelo acúmulo de gordura nos hepatócitos na ausência de ingestão alcóolica, cresce com o aumento da obesidade. A cirurgia bariátrica tem sido utilizada como tratamento nos casos graves, sendo uma intervenção eficaz e duradoura. Essa condição vem suscitando interesse no estudo de pacientes que se submetem à cirurgia bariátrica.

Objetivo: avaliar a prevalência da DHGNA no pré e pós-operatório da cirurgia bariátrica.

Metodologia: foi realizada uma revisão bibliográfica nas bases de dados BIREME, PubMed e SciELO, o período de publicação dos estudos foi de 2015 à 2020. Dentre os artigos encontrados, foi feita uma análise nos títulos e resumos, com o intuito de confirmar se os artigos se encontravam nos critérios de seleção determinados.

Discussão: a DHGNA na sua forma avançada está diretamente relacionada a obesidade. Na população geral dos países desenvolvidos a prevalência da DHGNA é estimada em 30 a 40% em homens e 15 a 20% em mulheres

Conclusão: a cirurgia bariátrica torna-se bastante eficaz no controle do excesso de peso e no emagrecimento, propiciando ao paciente melhora na qualidade de vida física, social e emocional.