Back to top

ESTUDO DE CASO DAS CONDICIONANTES DE ASSOREAMENTO DAS ENCOSTAS DA PONTE DO CÓRREGO ÁGUA FRANCA NO BAIRRO NOVA FRONTEIRA – GURUPI-TO.

Tipo de Trabalho 

Artigo

O assoreamento é uma casualidade comum e um problema sério para a integridade ecológica dos cursos de água, é frequente quando não se tem uma mata ciliar nas encostas favorecendo o aparecimento desse tipo de problema, porém, também pode-se ocorrer devido ao não atendimento às diretrizes legislativas de afastamento da Área de Preservação Permanente-APP, pois agrava-se quando há invasões dessas áreas de preservação, que são algo comum nas periferias de algumas cidades. Neste sentido, o objetivo deste trabalho foi identificar o problema que ocorre às margens do córrego Água Franca, no setor Nova Fronteira, localizado na cidade de Gurupi - TO e apontar soluções técnicas para prevenir o surgimento de erosões seguidas de assoreamento, com propósito final de minimizar os danos que afetam o meio ambiente, a qualidade de vida dos habitantes locais e o desperdício de gastos com recuperações estruturais. Com esse propósito, os dados colhidos foram por meio de estudo de caso em campo, fundamentados através de consulta à literatura técnica científica, as quais aponta-se para a implantação de um sistema de drenagem com bueiros, boca-de-lobo, canaletas com dimensões adequadas, utilização de plantio de Vetiver em taludes e reflorestamentos nos limites da APP.