Back to top

ESTUDO DOS TIPOS DE DRENAGEM NA FERROVIA NORTE SUL NO TRECHO DE SANTA RITA A GURUPI TOCANTINS

Tipo de Trabalho 

Artigo

A ação da água é extremamente prejudicial ao bom funcionamento de uma ferrovia, visto que o acúmulo da mesma pode causar alagamento, abatimento da plataforma ferroviária, surgimento de laqueado, colmatação do lastro, migração de lama e de finos, o que causa recalques diferenciais, perda de elasticidade do material granular, deformações no subleito, alterações na geometria da linha, e por consequência afeta o desempenho da via. Nesse sentido, um projeto/sistema de drenagem é fundamental na proteção da via ferroviária e garantia do seu bom funcionamento. Dentre um sistema de drenagem, inclui-se a drenagem superficial, responsável pelo escoamento seguro das águas superficiais que atingem a via ferroviária e pode causar alagamento, erosão, carregamento do material, e diversos prejuízos à funcionabilidade da ferrovia. Frente ao exposto, é fundamental a investigação do sistema de drenagem em ferrovias, dentre elas surge a ferrovia Norte-Sul, uma grande ferrovia longitudinal brasileira, que marca o avanço do modal ferroviário no Brasil, ligando diversos estados do país. Nesse sentido, buscou-se investigar o sistema de drenagem nesta ferrovia, no trecho compreendido entre Santa Rita – TO e Gurupi – TO, através de uma verificação visual, sendo uma pesquisa definida como um estudo de caso e bibliográfica, do tipo descritiva, explicativa, com abordagem qualitativa. Identificou-se a presença de dispositivos de drenagem superficial, dentre eles destacam-se: valeta de proteção de corte na forma trapezoidal, sarjetas nas formas triangulares e retangulares, descidas d’água em degrau com dissipadores de energia, e descidas d’água lisas também com dissipadores de energia. Identificou-se uma boa eficiência do sistema ao investigar a localização de cada um, de acordo com as características do local.