Back to top

GESTÃO DE ESTOQUE: REVISÃO DE LITERATURA DA UTILIZAÇÃO DA METODOLOGIA JUST IN TIME COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO

Tipo de Trabalho 

Artigo

O presente trabalho apresenta uma revisão de literatura da utilização da metodologia Just in Time como um diferencial competitivo em empresas que buscam controlar e gerenciar seus estoques com o uso desta ferramenta. A metodologia Just in Time sofreu diversas alterações ao longo de seu processo de desenvolvimento pela Toyota Motor Company. O primeiro conceito praticado era o de aumentar os lucros, e para que isso acontecesse seria necessário aumentar o preço de venda. Pensando em competitividade de mercado esse raciocínio não se sustentaria por muito tempo e logo foi repensado para algo mais lógico e que pudesse agradar a clientes e empresa. Chegando à conclusão que minimizar os custos na linha de produção, cobrar valores justos e ter qualidade aumentaria os lucros. Os primeiros apontamentos de onde começar as modificações, surgiram após a observação feita na linha de produção, e assim dar início na melhoria do fluxo. A partir dessa observação deu-se início ao sistema de produção Just in Time que propõe: estoque zero, redução de tempo nos processos, qualidade, produção por demanda, eliminar perdas e defeitos, automatizar os processos e identificação de operações padronizadas. A pesquisa se objetivou através de buscas em livros referentes a gestão de estoques, administração de materiais, planejamento e controle da produção entre outros descritos nas referências. Desta forma, o trabalho estudou o surgimento e a evolução da metodologia “Just in Time” e sua evolução. As vantagens e as desvantagens de implantação e a compreensão da produção puxada.