Back to top

GESTÃO DE RESÍDUOS NO CANTEIRO DE OBRAS UTILIZAÇÃO DE AGREGADOS RECICLADOS EM CONCRETOS SEM FUNÇÃO ESTRUTURAL

Tipo de Trabalho 

Artigo

Este artigo aborda a temática sobre Resíduos de Construção Civil e de Demolição (RCCD). São aqueles gerados nas construções, reformas, reparos e demolições de obras de construção civil, incluídos os resultantes da preparação e escavação de terrenos para obras civis, classificados pela Resolução CONAMA 307 de 2002 e definidos pela Politica Nacional de Resíduos Sólidos Lei 12.305 de 2010. A urbanização crescente e desenfreada gerou como consequências acúmulos desses resíduos que impactaram o meio ambiente e a sociedade como um todo. Uma das possíveis soluções para diminuir o acúmulo desses resíduos é melhorar a qualidade nos processos de gestão da construção civil e promover a redução, reutilização, reciclagem e destinação final.  O artigo tem como objetivo avaliar amostras de RCCD classe “A” coletadas em “Rei das Caçambas” no Município de Araraquara-SP e verificar a viabilidade de sua utilização de acordo com a Norma Brasileira NBR 15116 de 2004 – “Agregados reciclados de resíduos sólidos da construção civil – utilização em pavimentação e preparo de concreto sem função estrutural”. Foi realizada pesquisa bibliográfica e experimental na empresa “Usicon Construções Pré-Fabricados” localizada no Município de Américo Brasiliense-SP pelo método de ensaio à compressão simples de corpos de prova cilindricos. Os resultados comprovaram que não são favoráveis para traços de concreto para contrapisos e calçadas, mas sim para revestimentos de paredes. Conclui-se que as utilizações de RCCD em concreto sem função estrutural são uma forma de redução dos impactos ambientais e econômicos porem, os resultados apresentados comprovam que é necessário realizar mais testes e pesquisas relacionadas à proporção e quantidade dos materiais reciclados nos ensaios para possíveis crescimentos de resistência.