Back to top

INFLUÊNCIA DE TRATAMENTOS PRÉ-GERMINATIVOS NA GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE LEOPOLDINIA PULCHRA MART.

Tipo de Trabalho 

Artigo

A palmeira L. pulchra embora não muito estudada no uso ornamental assim como o seu processo germinativo, não apresentam informações na produção de mudas em viveiro. O objetivo deste trabalho foi avaliar os aspectos temporais do processo germinativo de Leopoldinia pulchra Mart., em diferentes tratamentos pré-germinativos em dois níveis de irradiância. Utilizaram-se 800 frutos maduros coletados na área inundadas pelas águas do rio negro do Tropical Hotel de Manaus, no laboratório foram realizados a medição e pesagem dos frutos, posteriormente foram despolpados, e deixados o pirênio, seguido por uma nova medição e pesagem. Os pirênios foram submetidos a tratamentos pré-germinativos em dois níveis de irradiância sendo estes: T1 controle, T2 água morna, T3 escarificação e T4 imersão. Foram analisados, aspectos temporais da germinação, a biometria e peso do fruto e do pirênio assim como o tipo de germinação. Foram determinados o tipo de germinação e os aspectos temporais do processo germinativo. Com isso o tratamento com água morna no ambiente sombreado foi o primeiro a apresentar a protusão do coleóptile. Posteriormente a protusão ocorreu no tratamento escarificação seguido pelo tratamento controle no mesmo ambiente. A germinação da L. pulchra é do tipo adjacente ligulada, e ocorre tanto na presença como na ausência de luz, a imersão do pirênio em água a 450C em ambiente sombreado favoreceu a germinação. Os tratamentos utilizados não influenciaram na velocidade de germinação, a porcentagem de germinação foi mais elevada em ambiente sombreado.