Back to top

O ENSINO DE GEOGRAFIA COMO PRÁTICA PEDAGÓGICA EMANCIPATÓRIA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO DO CAMPO

Tipo de Trabalho 

Artigo

Resumo

A Educação do Campo possui diversos desafios, dentre eles a problemática da emancipação dos educandos diante das demandas impostas pela sociedade contemporânea. O presente artigo surge da necessidade de tecer reflexões sobre o ensino de Geografia na Educação do Campo e sua relevância para os educandos campesinos. Objetivamos refletir como o ensino de Geografia pode contribuir para a leitura de mundo dos estudantes sob a ótica da Geografia Crítica, e analisar como os conceitos geográficos relacionam-se com a Educação do Campo e o ensino de Geografia diante das demandas da sociedade contemporânea. Para o melhor atendimento dos objetivos propostos, inicialmente foram realizados levantamentos bibliográficos e de pesquisas com temática correlata, conjuntamente foi feita a análise de políticas públicas voltadas para a Educação do Campo, buscando estabelecer relações com a pedagogia emancipatória. Os resultados nos indicam que o ensino de Geografia, no campo, desenvolve no educando a capacidade de ler o espaço em que o mesmo está inserido, fomentando uma ação emancipatória. Nessa perspectiva, entendemos que a geografia, por meio dos seus conceitos, pode configurar-se como prática emancipatória no contexto campesino.