Back to top

PATOLOGIAS NAS ESTRUTURAS DE PONTES RODOVIÁRIAS DE CONCRETO ARMADO: ESTUDO DE CASO PONTE DEPUTADO WILSON MENDES E PONTE SOBRE O CANAL PALMER LOCALIZADAS NA RJ-140, DIVISA DOS MUNICÍPIOS DE SÃO PEDRO DA ALDEIA E CABO FRIO, RJ

Tipo de Trabalho 

Artigo

Patologias em pontes rodoviárias de concreto armado podem ser causadas por falhas no projeto, má execução e o mais comum a falta de manutenção. A Região dos Lagos possui grande importância para o turismo do Estado do Rio de Janeiro, na RJ-140 duas pontes foram construídas entre os anos de 2005 a 2007, a Ponte Wilson Mendes e a ponte sobre o Canal Palmer, integram a paisagem da Lagoa de Araruama. Objetivo deste trabalho foi verificar as patologias manifestadas em pontes relativamente novas. A metodologia consistiu no levantamento bibliográfico realizado a partir de revisão de literatura em publicações acadêmicas e técnicas na base de dados da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), normas e manuais técnicos. O Levantamento das patologias da ponte foi realizado através de inspeção visual. Elaborou-se um cadastro fotográfico das patologias nos anos de 2019 e 2021 e listou-se as patologias manifestadas, como: problema nas pingadeiras, ausência e deterioração de juntas de dilatação, corrosão e exposição de armaduras, abatimento de cabeceiras e encontro, e deslocamento da placas pré-moldadas com fuga do material do aterro sobre as cortinas.