Back to top

PERCEPÇÃO DO ENFERMEIRO DA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA FRENTE AO ALCOOLISMO

Tipo de Trabalho 

Artigo

O presente artigo baseia-se em revisão integrativa sobre o conhecimento e atuação do enfermeiro da estratégia de saúde da família frente ao alcoolismo. O objetivo do presente estudo foi conhecer a atuação do enfermeiro da ESF em relação ao alcoolismo e as ações educativas realizadas para prevenção de futuros agravos à saúde dos alcoolistas, identificar as ações e programas do Ministério da saúde relacionados ao alcoolismo, apontar o conhecimento dos enfermeiros em relação aos efeitos do álcool na indução da cirrose hepática alcoólica através de livros, cadernos de atenção à saúde do Ministério da Saúde, artigos, sites especializados (Lilacs, Scielo, Bireme). Nos serviços de saúde, constata-se o aumento da de­manda de pessoas com problemas relacionados ao uso/abuso de álcool, principalmente nos CAPs ad que é um serviço substitutivo do modelo manicomial da reforma da saúde mental e parceiro da Atenção Básica. Entretanto, evidenciam-se dificuldades dos profissionais de saúde em reco­nhecer, tratar e encaminhar tais pacientes. As principais causas para essa situação são a carência de formação e o pouco conhecimento sobre o tema álcool e demais subs­tâncias psicoativas. Ainda que afetada diretamente pelos malefícios do uso/abuso de substâncias alcoólicas as famílias tornam-se elo importante na aproximação do usuário alcoolista com serviço de atenção básica. A bebida alcoólica reconhecida como droga lícita é de fácil acesso e até mesmo incentivada pelos veículos de comunicação através de propagandas sem restrição de horário e faixa etária para o consumo “consciente”.