Back to top

REAÇÃO QUÍMICA DA CHUVA ÁCIDA NO CONCRETO

Tipo de Trabalho 

Artigo

O uso do concreto em obras aumenta de maneira excepcional a cada ano, principalmente por ser um material maleável, que possui uma grande resistência e atende a diferentes situações nas construções. As obras já construídas com esse material como exemplo, casas, edifícios, pontes e postes de energia elétrica ficam expostos a vários reagentes químicos que estão no ar ou na água, como exemplo o dióxido de carbono emitido por carros e indústrias, em razão disso também se formam chuvas ácidas que também afeta o concreto nessas estruturas, podendo causar assim problemas patológicos como deterioração do material, perda de resistência do concreto, dependendo assim do grau de acidez. Tendo essas informações, esse trabalho teve como objetivo principal acompanhar a reação da chuva ácida no concreto, isso se deu por meio de ensaios de laboratório onde foi confeccionado corpos de prova  de concreto, com tempo de  cura  de 28 dias para atingirem a  resistência máxima, e assim foram colocados mergulhados por 7 dias em uma  solução química feita em laboratório que simula a chuva ácida, acabado esse tempo foram feitos testes de pH, tanto da solução química quanto dos corpos de prova, também foram feitos teste de  resistência de cada corpo de prova. Tendo feitos todos os testes, concluiu-se vários resultados, dentre o mais importante entre eles foi como a solução química que estava com pH de 4 ou seja um pH ácido, passou para  9, um pH básico, e quando  retirados os corpos de prova da  solução química, a mesma  passou a apresentar um pH de 7 sendo assim um pH neutro, obtendo esse resultado uma das conclusões foi de que o concreto que estava na solução reagiu como uma base para solução tendo assim uma reação de neutralização entre os dois.