Back to top

IMPLANTAÇÃO DE HORTAS AGROECOLÓGICAS UNINDO JUVENTUDES NO ESPAÇO ESCOLAR PÚBLICO: UMA EXPERIÊNCIA DE FORMAÇÃO INICIAL DE EDUCAÇÃO NO CAMPO NA ESCOLA MUNICIPAL NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO NA COMUNIDADE QUILOMBOLA DE SÃO TOMÉ-CAMPO FORMOSO BAHIA.

Tipo de Trabalho 

Artigo

O presente artigo trata-se de um relato de experiência técnica com o propósito de apresentar uma vivência na comunidade quilombola de São Tomé, localidade situada na zona rural de Campo Formoso-Bahia há 34,6 km em linha do centro da cidade, com a implantação de uma horta comunitária em uma escola rural a partir de princípios agroecológicos. O espaço é um canteiro construído anteriormente por jovens rurais do Colégio Municipal Nossa Senhora do Perpétuo Socorro para a produção de hortaliças, mas não foi dado manutenção nessa importante atividade escolar. O Instituto de Desenvolvimento Social e Agrário (IDESA) entidade de ATER contratada pela Secretaria de Desenvolvimento Rural e Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural – Bahiater atua na localidade em parceria com a direção da escola que em diálogo constante sobre como desenvolver atividade rurais para juventude da referida escola resolveram conjuntamente revitalizar o referido espaço para produção de hortaliças orgânicas com objetivo de proporcionar aos jovens estudantes deste ano letivo 2020 a realização de uma atividade de extensão rural tendo relação direta com o meio ambiente e solo, possibilitando uma experiência de cuidado da terra e de valorização dos recursos naturais locais de maneira produtiva e sustentável, além de promover a sustentabilidade de parte da alimentação escolar por meio da produção realizada neste local.