Engenharia de Produção

TAG: TIME AUTO GERENCIÁVEL EM UMA EMPRESA DO RAMO ALIMENTÍCIO

Cada vez mais as empresas são desafiadas a encontrar novas soluções para a melhoria do ambiente organizacional, por meio da simplificação das rotinas, melhoria dos fluxos de comunicação interna, agilidade nas respostas, redução dos níveis hierárquicos e aumento da participação, envolvimento e colaboração de todos os funcionários. Este artigo tem por finalidade relatar a experiência de uma empresa multinacional que atua na produção de alimentos onde está sendo implantado o TAG (Time Auto Gerenciável). Esta ferramenta visa desenvolver habilidade de um time (tomar decisões administrativas e humanas no processo produtivo, alinhadas à visão de negócios), aumentar a capacidade humana com o objetivo de melhorar o desenvolvimento do grupo. As equipes auto gerenciáveis necessitam de uma “interface” com toda a organização e pessoas que possam auxiliar na solução de um problema, que pode depender de fatores externos. Estas pessoas precisam fazer parte da equipe no sentido de compartilhar a visão, ser comprometida e ter uma confiança recíproca com os outros da equipe.

 

 

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000104
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2017
Nº Certificado: 
20170306.005842
Área do Conhecimento: 

A INFLUÊNCIA DOS POLUENTES ATMOSFÉRICOS NA QUALIDADE DO AR DE VOLTA REDONDA – O CASO DO OZÔNIO TROPOSFÉRICO

A qualidade do ar é um tema largamente discutido nas últimas décadas, e ela depende de fatores como as condições meteorológicas, características da região e das emissões de poluentes. Este trabalho teve como objetivo realizar um estudo sobre o impacto que o os veículos e indústrias causam na qualidade do ar em Volta Redonda, bem como buscar hipóteses para que o crescimento urbano se dê da forma mais harmônica possível. O estudo tem ênfase no gás ozônio que apesar de essencial para a vida na Terra quando na estratosfera, é considerado um poluente e pode causar danos à saúde dos seres vivos quando gerado na troposfera. Por se tratar de um poluente secundário, o ozônio troposférico não é emitido diretamente através da queima de combustíveis fósseis como a maioria dos contaminantes atmosféricos. Fazendo uma análise dos dados disponibilizados pelo Instituto Estadual do Ambiente em seus relatórios sobre a qualidade do ar no estado do Rio de Janeiro no período de 2007 a 2014, foi possível perceber que apesar de padrões desatualizados, o ar de Volta Redonda apresentou níveis de ozônio acima dos considerados seguros em várias ocasiões. Foi feito um apanhado bibliográfico sobre como esse gás é monitorado ao redor do globo. Também foram apresentadas algumas maneiras de reduzir a emissão de alguns de seus precursores, como catalisadores que reduzem os óxidos de nitrogênio, tecnologias de combate aos compostos orgânicos voláteis e por fim o que o município tem feito a respeito do controle da qualidade de seu ar.

Tipo de Trabalho: 
Monografia
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000104
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2017
Nº Certificado: 
20170221.005835
Área do Conhecimento: 

INTRODUÇÃO DE CÉLULA PILOTO DE PRÉ-MONTAGEM PARALELA A LINHA DE PRODUÇÃO

As variações de demanda do mercado e a competição mundial têm forçado as indústrias a manterem-se inovadoras em seus produtos, bem como em seus processos de manufatura. A otimização de recursos humanos e de materiais, dependem de estudos e estratégias no âmbito do ambiente produtivo, para a obtenção dos resultados planejados e necessários para a sobrevivência das companhias. Este projeto teve por objetivo a criação de uma área de pré-montagem, onde componentes do produto principal são pré-montados dando velocidade a linha de produção, reduzindo o tempo de ciclo e atendo a demanda diária, com a entrega dos equipamentos dentro do takt time previsto. Com uma área de aproximadamente 25m² foi possível reduzir o tempo de processamento da linha de montagem em 41 minutos por máquina produzida.

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000090
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2016
Nº Certificado: 
20161021.005566
Autor(es): 
Área do Conhecimento: 

PERMACULTURA: APLICABILIDADE E GANHOS AMBIENTAIS

Questões voltadas a sustentabilidade e cuidados com o meio ambiente, vem ganhando a atenção de pequenos grupos de nossa sociedade que começam a exigir de grandes organizações atitudes que comprovem a sua Responsabilidade Ambiental. A Permacultura com seus princípios e técnicas, mesmo ainda sendo pouco discutida e conhecida, apresenta práticas altamente sustentáveis. Dessa forma o artigo fala de forma sucinta sobre os seus principais conceitos e fundamentos além de descrever a implantação de uma de suas técnicas, o Saneamento Ecológico, capaz de trazer a médio e longo prazo ganhos ambientais significativos.

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000107
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2017
Nº Certificado: 
20170418.005416
Área do Conhecimento: 

INFLUÊNCIA DOS ASPECTOS DA ORGANIZAÇÃO RACIONAL DO TRABALHO NAS ESTRATÉGIAS DE MANUTENÇÃO DESENVOLVIDAS EM UMA UNIDADE DE LAMINAÇÃO DE AÇOS PLANOS

O crescimento da indústria e da competitividade no setor faz com que as organizações busquem qualidade e redução de custos de produção em todos os seus processos para se manter no mercado, sendo assim a manutenção possui uma papel importante dentro de uma organização. O presente artigo tem por objetivo analisar a influência da Organização Racional do Trabalho de Frederick W. Taylor nas atividades de manutenção realizadas em uma unidade de laminação de aços planos.

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000095
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2016
Nº Certificado: 
20161227.005302
Área do Conhecimento: 

OS POTENCIAIS RISCOS QUE A ATIVIDADE DE DESCARACTERIZAÇÃO E DESCONTAMINAÇÃO DE LÂMPADAS FLUORESCENTES POR MEIO DO EQUIPAMENTO “PAPA-LÂMPADAS" OFERECE AO TRABALHADOR

A questão em torno da destinação final das lâmpadas fluorescentes vem ganhado destaque devido à complexidade de periculosidade de seus componentes que são prejudiciais a saúde do homem, bem como o meio ambiente. Visto a quantidade de lâmpadas que são descartadas de maneira inadequada, mecanismos legais foram sendo criados pra tratar desta problemática, como é o caso da Política Nacional dos Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305/2010), em que as empresas passaram a ter responsabilidade no descarte adequado de resíduos perigosos, através da implantação do sistema de logística reversa. Para o atendimento desta exigência, equipamentos foram desenvolvidos com a finalidade de triturar e descontaminar as lâmpadas fluorescentes, diminuindo o volume gerado e controlando a poluição que as mesmas poderiam provocar. Com a crescente desta atividade, pouco se sabia da eficiência dos equipamentos em controlar o agentes tóxicos, como o mercúrio, e fez surgir a preocupação para com os trabalhadores desta atividade. E através de uma análise da operação da atividade, foi possível, orientar quais os procedimentos e equipamentos de segurança adequados para cada uma das atividades exercidas, tomando como referência as Normas Regulamentadoras de Segurança e Saúde no Trabalho, NR 9 e NR 15.

Tipo de Trabalho: 
Artigo
Status: 
Publicado
Edição da Revista: 
000076
Volume da Revista: 
01
Ano: 
2015
Nº Certificado: 
20151120.005079
Área do Conhecimento: 
Subscrever Engenharia de Produção